Avançar para o conteúdo

Descubra os negócios que vão animar o final do mercado de transferências

mercado de transferências

Com o seu início logo após o final do Mundial do Qatar, esperava-se um mercado de transferências de Inverno em grande. No entanto, os negócios mais importantes continuam por concretizar, esperando-se que agora as vendas e compras pelos grandes clubes venham a aumentar até ao final de janeiro

Durante vários anos o mercado de Inverno foi visto como um momento para pequenos ajustes nos planteis, colocar excedentários e última oportunidade para obter lucro com jogadores a terminar contrato. No entanto esta temporada, com a realização em dezembro no Qatar do Campeonato do Mundo, esperava-se que o mercado de transferências fosse muito mais ativo. Algo que, no entanto, até ao momento não se confirmou.

Com a entrada nos últimos dias das transferências de Inverno, e a urgência do tempo para negócios estar a terminar, espera-se que os grandes clubes venham a tornar-se mais ativos e a concretizar algumas das intenções de compra que ainda não formalizaram. Afinal, há várias equipas a precisar de ajustes e melhorias para conseguir uma segunda metade da época bem mais positiva. Quer saber quais são os jogadores e os clubes que devem animar e fazer movimentar o mercado de transferências nos últimos dias? Vamos dizer-lhe tudo no Noticias PT.

Chelsea, Arsenal e Benfica já adiantados no mercado de transferências

Com uma época verdadeiramente dececionante, e atualmente no 10º posto da Premier League, o Chelsea é de longe o clube mais ativo no mercado de Inverno. Com 178 milhões de euros investidos e seis contratações já formalizadas (João Felix, Mudryk, Badiashile, Andrey Santos, David Fofana e Madueke), os blues continuam ativos no mercado à procura de mais opções para reverter a má temporada. Um dos sonhos continua a ser Enzo Fernandez, do Benfica, mas tudo indica que os ingleses não terão de momento capacidade e vão ter de encontrar alternativas.

Outro dos clubes mais ativos no mercado de transferências, mas por razões totalmente opostas, também mora em Londres. O Arsenal está na liderança da Liga, e com uma hipótese como nunca teve nos anos recentes de conquistar o campeonato, está empenhado em reforçar o seu plantel. Apesar de apenas ter contratado Leandro Trossard até este momento, e feito regressar um dos guarda-redes da sua formação, os Gunners estão ativos no mercado de transferências para conseguir o concurso de nomes de peso como Vlahovic (Juventus) e Raphinha (Barcelona), bem como a procurar reforçar a defesa com nomes como Kiwior, estando ainda envolvidos em rumores que envolvem talentos como Camavinga.

No panorama do desporto nacional, o Benfica é o clube mais adiantado, focando-se especialmente em reforçar o seu ataque e manter as pérolas do plantel pelo menos até ao Verão. Com a contratação de Tengstedt e de Schjeldrup e o empréstimo de Gonçalo Guedes, a frente de ataque ganhou novas opções para atacar a reconquista do campeonato. E, além disso, tentar ir longe na Liga dos Campeões, onde o adversário dos oitavos, o Club Brugge, é considerado acessível e permite às águias sonhar. E, para isso, outro dos objetivos do clube encarnado é proteger-se do ataque dos grandes europeus a jogadores como Enzo Fernandez, Gonçalo Ramos ou António Silva.

Manchester United e Real Madrid devem animar final do mercado de inverno

Cheios de intenções para reforçar a equipa depois da saída de Ronaldo, os Red Devils apenas conseguiram fechar o avançado holandês Wout Weghorst. No entanto, vários nomes continuam a ser apontados ao plantel da equipa de Manchester, com destaque para o desejo de conseguir já neste mercado de transferências de inverno o concurso de Harry Kane. E há outros nomes de elite na mira, como Gonçalo Ramos, Osimhen, Dumphries, Timber e Frenkie de Jong. Mas a verdade é que, apesar de disparar em várias direções, todos os tiros dos Red Devils neste mercado têm sido, infelizmente, de pólvora seca…

O Real Madrid é outro dos clubes que mais rumores tem atraído neste mercado de inverno. Os principais estão relacionados com o defesa Gvardiol e o médio Jude Bellingham, mas o clube tem também interesse em Theo Hernandez. Há ainda vários nomes ligados ao Benfica na mira dos ‘blancos’, que já terão perguntado por António Silva e Enzo Fernandez e, além disso, estarão também interessados em vencer os rivais do Barcelona na corrida pelo ex-encarnado Bernardo Silva.

Os maiores negócios do mercado de transferências em 2023

Até ao momento, os principais negócios do mercado de inverno 2023 pertencem ao Chelsea, com destaque para os 100 milhões de euros pagos por Mudryk ao Shaktar Donetsk. Seguem-se os 42M€ pagos pelo Liverpool por Gakpo e os 38M€ que Badiashile custou aos blues de Londres. E, com os cofres dos clubes ingleses bem recheados, surgem ainda surpresas no Top-10 das maiores vendas com os 28M€ pagos pelo Leeds por Rutter, os 22,5M€ que Ouattara custou ao Bournemouth e o cheque de 20M€ que o Notthingham Forest passou pelo brasileiro Danilo.

Há, no entanto, outros nomes que podem vir brevemente a entrar na lista dos maiores negócios do mercado de transferências neste inverno, especialmente de nomes que se destacaram durante o Campeonato do Mundo. É o caso de Jude Bellingham ou de Enzo Fernandez, com transferências a superar os 100 milhões de euros, ou do defesas Gvardiol, que pode atingir um valor de compra próximo dos 70 M€, e Kim Min Jae, por mais de 50M€.

Há ainda estrelas de renome que desejam mudar de clube a curto prazo, e podem conseguir a esperada troca de camisola nesta janela de transferências. E outros que, por estarem em fim de contrato, podem ver a mudança antecipada pelos clubes quererem lucrar com a sua venda neste mercado de transferências. Nesta situação estão, por exemplo, Skiniar, Tielemans, Lemar, Kanté, Rabior, Asensio, Rapahel Guerreiro ou Grimaldo. Como se pode perceber, há ainda tempo e motivos de sobra para muitas movimentações neste mercado de transferências de inverno em 2023, que deve agora aquecer na sua reta final…

 

Fontes:

Transfermarket

SkySports

ZeroZero

ABola